Por Pedro Paulo Silveira e Alexandre Faturi 04 de fevereiro de 2019 2 minutos lendo
Voltar para o blog

Ano novo lunar e falta de drivers deixa mercados internacionais sem rumo definido

04 de fevereiro de 2019   -   2 minutos lendo

Atividade econômica

PMI Caixin mostra desaceleração no setor de serviços chinês. O PMI Caixin Serviços apresentou variação negativa de 0,3 ponto, para 53,6 pontos em janeiro. Já o índice composto (que considera também o setor industrial) registrou queda de 1,3 ponto, para 50,9 pontos em janeiro. A desaceleração na atividade econômica é reflexo do arrefecimento na demanda doméstica. Crescentes custos de insumo fizeram com que as firmas aumentassem os preços cobrados aos consumidores. Trabalhos cresceram marginalmente no setor de serviços, já no setor industrial houve manutenção da tendência de queda. No lado positivo, as exportações apresentaram uma retomada diante do pequeno progresso nas negociações comerciais entre Estados Unidos e China.

Mercados acionários

Os mercados acionários internacionais dão sinais mistos em um dia de agenda econômica pouco relevante. Após a divulgação dos dados para o mercado de trabalho norte-americano e a ata do FOMC, pouco restou para movimentar os mercados. Assim as atenções devem retomar o foco para os balanços trimestrais. Para agravar a situação de liquidez, diversos mercados asiáticos permanecerão fechados ao longo da semana diante do feriado de ano novo lunar na China. Além de Xangai, Hong Kong e Singapura sofreram alterações em seus pregões.

Os índices futuros norte-americanos dão sinais de leve alta, contrariando a queda generalizada na região europeia. No Brasil, o índice Bovespa tem queda moderada enquanto os juros sobem. Ainda no mercado internacional, a tendência é de valorização do dólar frente aos seus principais pares e alta no mercado de juros. A ausência de drivers dá suporte para um baixo patamar no índice de volatilidade Vix, que retornou ao 16,5 após máximas no 36,2 no final de 2018.

Expectativas dos agentes

Sem indicadores relevantes na agenda internacional, os mercados se atentarão aos balanços financeiros. Destaques semanais serão: Alphabet, Walt-Disney, General Motors, Twitter, BP, BNP Paribas, Total e L’Oreal. No Brasil, os destaques semanais serão: Itaú, Porto Seguro, Sanepar, Klabin e Lojas Renner.

Conteúdo Relacionado

Pronto para começar?

Abra sua conta

Ou deixe seus dados e entraremos em contato