Por Pedro Paulo Silveira e Alexandre Faturi 08 de março de 2019 3 minutos lendo
Voltar para o blog

Telefônica, Comgás, IRB e outras

08 de março de 2019   -   3 minutos lendo

Nesta sexta-feira, o destaque deve ficar com a oferta pública para aquisição de ações (OPA) da Comgás, que será promovido pela Cosan nesta tarde na B3. Serão objeto do leilão um total de 23.566.096 ações. A oferta, no entanto, só será realizada caso seja alcançado 2/3 dos papéis, ou seja, no mínimo, 15.710.731 ações.

Atenção também para Telefônica Brasil, que vai propor à assembleia geral ordinária e extraordinária a distribuição de dividendos adicionais de R$ 2,468 bilhões referentes ao exercícios de 2018 (R$ 2,171 bilhões) e 2017 (R$ 297 milhões). O valor total representa R$ 1,50811423972 por ação PN e R$ 1,37101294520, por ON.

A data de declaração dos proventos será a própria data da assembleia, que ocorrerá em 11 de abril, a qual aprovará a destinação do resultado do exercício de 2018. O pagamento dos dividendos vai ocorrer até o final de 2019.

A empresa apresenta ainda proposta de orçamento de capital para 2019, com investimentos de R$ 8,9 bilhões, a serem aportados em Rede, Tecnologia e Sistemas de Informação, Produtos e Serviços, Canais, Administrativo, Licenças e outros. “Os investimentos descritos acima têm o objetivo de garantir a expansão da capacidade de rede para atender à crescente demanda da Companhia e garantir a qualidade na prestação dos serviços”, afirma, na proposta da administração. O valor proposto significa um aumento de 8,5% sobre os R$ 8,199 bilhões efetivamente investidos no ano passado.

IRB

A IRB Brasil Re informa que não foi informada sobre a intenção do seu acionista BB Seguros Participações em se desfazer total ou parcialmente das ações de emissão da companhia por ele detidas, conforme reportagem do jornal Valor Econômico.

“A companhia informa que inquiriu o BB Seguros sobre o tema e este informou também não ter havido qualquer deliberação por parte do BB Seguros no sentido da venda de sua participação no capital desta companhia”, diz a resseguradora.

EDP

O conselho de administração da EDP São Paulo Distribuição de Energia aprovou ontem a realização da décima emissão de debêntures simples, não conversíveis em ações, em série única, com esforços restritos de colocação, no valor de R$ 200 milhões.

Serão 200 mil títulos com prazo de cinco anos, vencendo no dia 30 de março de 2024. As debêntures pagarão juros de até 107,50% do DI – Depósito Interfinanceiro de um dia, sendo que o montante final será definido no procedimento de bookbuilding.

O conselho da EDP Espírito Santo Distribuição de Energia também aprovou hoje a oitava emissão de debêntures simples da empresa, no valor de R$ 300 milhões, também com prazo de cinco anos, vencendo no mesmo dia da EDP São Paulo. A remuneração também será definida em bookbuilding, sendo de até 107,50% do DI de um dia.

Energisa

A Energisa informa sua participação no capital da Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron) e da Companhia de Eletricidade do Acre (Eletroacre) após o encerramento do período do direito de preferência de subscrição nos aumentos de capital destas distribuidoras. A companhia adquiriu, em 1º de março, as sobras de ações da Ceron e da Eletroacre que não foram adquiridas pelos empregados e aposentados.

Na Ceron, a Energisa subscreveu e integralizou 128.665.217 ações ordinárias, no valor total de R$ 27,8 milhões, ficando com 95,43% do total do capital social, sendo que Empregados e aposentados detêm 4,57%.

Na Eletroacre, a empresa subscreveu 10.088.904.771 ONs e 3.768.032.911 PNs, no valor total de R$ 35,3 milhões, ficando com 93,58% do capital social. Empregados e aposentados detêm 4,94% e outros minoritários, 1,48%.

(Fonte do noticiário corporativo: Agência Estado News)

Conteúdo Relacionado

Pronto para começar?

Abra sua conta

Ou deixe seus dados e entraremos em contato