Nova Futura Investimentos 10 de junho de 2019 2 minutos lendo
Voltar para o blog

Mercado estima maior contração da atividade econômica; mercados globais em alta

10 de junho de 2019   -   2 minutos lendo

Atividade econômica

Ajuste de expectativas do mercado indica pessimismo ainda maior com PIB. O relatório Focus do Banco Central do Brasil apresentou pela décima quinta semana consecutiva um decréscimo na mediana das expectativas do mercado para a atividade econômica do país. Nesta semana, a taxa de crescimento foi estimada em 1,0% no fim do ano. Veja abaixo a deterioração das expectativas:

China tem superávit além do esperado em maio. A balança comercial chinesa registrou superávit de 41,65 bilhões de dólares em maio. Enquanto as exportações subiram 1,1% (expectativa de -3,8%), as importações caíram 8,5% (expectativa de -3,8%). Em termos de volume, houve contração na importação de bens de aço, petróleo e minério de ferro (note que minério de ferro teve acréscimo em termos de valor).

Mercados acionários

Os mercados acionários internacionais negociam em campo positivo, guiados pela mitigação do risco ao passo que as tensões comerciais são aliviadas pelos Estados Unidos. Houve um acordo migratório entre EUA e México, implicando na suspensão dos planos de imposição de tarifas sobre produtos mexicanos. Ademais, houve o adiamento em 15 dias de novas tarifas sobre produtos chineses. Embora nenhuma solução concreta tenha sido anunciada para o problema entre EUA e China, o evento se mostrou suficiente para impulsionar as bolsas, com destaque de alta para os índices acionários da Ásia.

O dólar registra apreciação em relação aos seus principais pares, recuperando-se das perdas na semana passada. Também apresenta uma melhora, o rendimento da treasury de 10 anos dos Estados Unidos, indo a 2,123%.

No Brasil, a percepção dos investidores entra em descompasso. O índice Bovespa abriu em queda, refletindo cautela com o clima político. As expectativas se voltam ao Projeto de Lei n°4, com votação prevista para esta semana.

Expectativas dos agentes

Nesta semana, os agentes econômicos aguardam outra bateria de indicadores econômicos da China, referentes à inflação. Dados do varejo e indústria norte-americana também chamam a atenção dos investidores, ao lado de discursos de dirigentes do Federal Reserve ao longo da semana.

Conteúdo Relacionado

Pronto para começar?

Abra sua conta

Ou deixe seus dados e entraremos em contato