Nova Futura Investimentos 11 de setembro de 2019 8 minutos lendo
Voltar para o blog

B3, Petrobras, Banrisul e PetroRio

11 de setembro de 2019   -   8 minutos lendo

ECONOMIA E MERCADOS – CORPORATIVO

A expectativa com a votação do Projeto de Lei Complementar 79, que visa alterar a Lei Geral de Telecomunicações de 1997, volta nesta quarta-feira, após o relatório final obter ontem pedido de vista na Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) do Senado. No pregão anterior, em meio ao otimismo com possível aprovação, as ações ON de Tim terminaram em alta de 2,09%, enquanto as ON de Oi subiram 2,48% e PN avançaram 2,50%. Outro papel que deve ganhar destaque na sessão de hoje é o da B3, após dados operacionais de agosto mostrarem crescimento expressivo. Atenção também para o segmento de construção, sucroalcooleiro e de varejo.

Voltando ao setor de telecomunicações, a senadora relatora Daniella Ribeiro (PP-PB) não fez alterações de mérito no conteúdo da proposta. Dessa forma, o projeto não precisará retornar à Câmara dos Deputados, atendendo a um pedido do governo e de empresas do setor. Se aprovado na comissão, o texto ainda precisará passar pelo plenário da Casa.

A proposta permite que as empresas de telefonia fixa migrem do regime de concessões para o de autorizações, em que há preços livres. A Oi, em recuperação judicial, seria a tele mais beneficiada com a mudança de regra porque ela depende mais do serviço fixo do que as concorrentes Vivo, Claro e TIM.

“A lei visa alterar o marco legal do setor e entre as mudanças, visa alterar a autorização dos contratos de concessão em Telefonia Fixa, reduzindo os custos às operadoras”, destacam Felipe Bevilacqua, gestor especialista, e Eduardo Guimarães, especialista de ações da Levante Investimentos.

No exterior, o ambiente é positivo – tanto nas bolsas da Ásia quanto nas da Europa – com os investidores já de olho na decisão de política monetária do Banco Central Europeu (BCE) amanhã, com o mercado especulando possíveis novos estímulos em um momento de dados econômicos fracos, deixando as incertezas do Brexit temporariamente em segundo plano. Os futuros de Nova York também operam em leve alta, com o mercado atento a desdobramentos da guerra comercial entre os EUA e a China.

Nesta madrugada, Pequim anunciou que vai isentar por um ano 16 tipos de produtos da primeira rodada de tarifas extras a importações dos EUA, a partir do próximo dia 17. O plano de isenção, no entanto, já estava em consideração desde maio.

Ente as commodities, o petróleo chegou a operar com alta superior a 1,5%, após expressiva queda nos estoques dos EUA, após estimativa do American Petroleum Institute (API). No entanto, os ganhos foram reduzidos, após o relatório mensal da Organização de Países Exportadores de Petróleo (Opep) trazer um corte da projeção do grupo para o aumento da demanda global pela commodity em 2019 pelo segundo mês consecutivo.

Construtoras

Em um momento de paradeira na economia, o governo editou uma portaria que vai destravar a contratação de R$ 26,2 bilhões em unidades do Minha Casa, Minha Vida para famílias com renda entre R$ 1,8 mil e R$ 4 mil (as faixas 1,5 e 2 do programa). A medida era aguardada pelo setor da construção civil, que está com os imóveis prontos, mas não conseguia fechar os contratos por falta de recursos da União para bancar sua parcela no subsídio ao programa, que corresponde a 10% das subvenções. Os outros 90% vêm do FGTS.

A injeção de recursos na economia será possível porque a portaria do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), publicada em edição extra do Diário Oficial da União, deixa explícito que o FGTS poderá bancar 100% dos subsídios das faixas 1,5 e 2 quando acabar o dinheiro reservado pela União para esse fim. “Vários empreendimentos estão prontos. Isso vai ativar a economia, é uma injeção de dezenas de bilhões. O mercado vai voar”, afirmou ao Broadcast o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto.

“Esta é uma das principais notícias do dia e devemos ver recuperação nas ações principalmente de MRV, que está bastante descontada, assim como em Direcional e Tenda. No entanto, o setor como um todo deverá ser beneficiado porque estávamos com bastante ruído em torno dos repasses do governo. Mas certamente o segmento de baixa renda é que o vai surfar mais forte nesta recuperação”, ressaltou o analista da Guide Investimentos Rafael Passos.

B3

A B3 divulgou os dados operacionais de agosto, e o volume financeiro diário no mercado de ações ficou em R$ 19,738 bilhões no mês, valor 84,5% maior que o apurado no mesmo mês de 2018. Em relação a julho, o crescimento foi de 18,1%.

O número de investidores ativos cresceu 80,8% em um ano, para 1,359 milhões, e em relação a julho, houve alta de 9,2%. O valor de mercado das empresas listadas teve alta de 27,1% na comparação com agosto do ano passado, para R$ 4,091 trilhões.

“As ações de B3 têm se beneficiado com o fluxo forte equities e derivativos e está em um cenário muito construtivo. Já tivemos mais de R$ 50 bilhões em follow on e para esse segundo semestre teremos mais de R$ 20 bilhões e o papel deverá continuar se beneficiando”, apontou Passos.

Petrobras

A Petrobras informou que finalizou ontem a venda da totalidade da sua participação de 70% no campo de Maromba, localizado em águas rasas na Bacia de Campos, para a empresa BW Offshore Production do Brasil Ltda (BWO). Segundo a empresa, a operação foi concluída com o pagamento da primeira parcela de US$ 20 milhões para a estatal após o cumprimento de todas as condições precedentes e ajustes previstos no Contrato.

O restante do valor da transação, de US$ 70 milhões, será pago em duas parcelas: US$ 20 milhões em até 15 dias úteis após o início das atividades de perfuração de poços para o desenvolvimento do campo; e US$ 50 milhões em até três meses após o primeiro óleo ou três anos após o início das atividades de perfuração de poços para o desenvolvimento do campo, o que ocorrer primeiro.

E-commerce

Após as varejistas perderem mais de R$ 5 bilhões em valor de mercado na B3 ontem, em meio ao anúncio da lançamento do serviço Amazon Prime no Brasil, as ações voltam a chamar a atenção na sessão de hoje e podem ter um dia de recuperação. Isso porque, de acordo com analistas, embora o anúncio tenha sido agressivo, a disputa não deve ser fácil, “já que os concorrentes brasileiros têm posição consolidada e podem reagir”.

Vale destacar também que as varejistas já vinham amargando perdas há alguns dias diante de um movimento de realização de lucros dos recentes ganhos que foram impulsionados pelo ambiente de redução de juros e estímulos ao setor, mas que acabou sendo deteriorado pela fraqueza econômica. Em um mês, Magazine Luiza acumula queda de 14%, ao passo que B2W cai 5%. Lojas Americanas perde 7% e Via Varejo despenca 20,5%.

Analistas do Bradesco BBI acreditam que a Amazon terá dificuldades para ganhar espaço no mercado de e-commerce do Brasil. “70% do mercado está nas mãos de quatro participantes. Isso torna a Amazon uma novata num mercado já altamente consolidado, com varejistas locais que já estão oferecendo serviços atrativos aos seus clientes”, escreveram os analistas Richard Cathcart e Helena Villares, em relatório.

O BTG Pactual também destaca a situação consolidada dos concorrentes Magazine Luiza, B2W e Mercado Livre. Por isso, dizem os analistas da casa, o progresso da Amazon deve ser dificultado. “No Brasil, a B2W fornece seu programa Prime desde 2015 e atualmente oferta mais de dois milhões de produtos a mais de um milhão de assinantes”, citou o banco. “Apesar de crescimento mais lento comparado ao Amazon Prime nos EUA, o programa de assinaturas da B2W já oferece entrega grátis em mais de 2,5 mil cidades por R$ 79 ao ano”.

O Goldman Sachs tem uma visão menos favorável aos concorrentes. Para o banco, as demais varejistas terão de ter flexibilidade de investimento para defender sua posição no mercado. “Ainda que a companhia não revele dados de receita no País, nós esperamos que o site esteja entre os 10 principais do mercado de e-commerce do Brasil”, escreveram os analistas Irma Sgarz e Thiago Bortolucci.

Vale destacar que hoje, às 9h, saem as vendas no varejo no Brasil de julho. Após crescer 0,1% em junho, as estimativas para o varejo restrito apuradas pelo Projeções Broadcast vão de -1,70% a +0,8% com mediana de 0,1%.

Banrisul

A oferta subsequente (follow on) do Banrisul para a venda de uma fatia excedente ao controle detida pela governo do Rio Grande do Sul voltou a gerar polêmica entre investidores, segundo informa a Coluna do Broadcast. Entre os críticos, prevalece a visão de que a operação seria vantajosa se o banco gaúcho fosse privatizado.

O modelo de oferta de ações anunciado, ao contrário, gerará menos dinheiro a Porto Alegre, o que somente vai cobrir despesas correntes. A operação é estimada em mais de R$ 2 bilhões. A oferta dos papéis, contudo, só pode ocorrer se o valor de mercado da companhia estiver acima do patrimonial. Para isso, a ação preferencial classe B do Banrisul precisa ficar acima de R$ 19,32. O papel fechou cotado a R$ 23 nesta terça-feira, após cair mais de 3% na esteira do anúncio. Isso significa que a margem que os bancos têm para oferecer um desconto ao investidor pode ficar apertada.

Sucroalcooleiras

A Câmara dos Deputados ontem à noite o pedido de urgência para o projeto que suspende os efeitos de uma portaria do Ministério da Economia que permitia o aumento da cota de importação de etanol de 600 milhões de litros por ano para 750 milhões de litros anuais.

O pedido foi feito pelo líder da maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). Para ele, a medida prejudica os produtores brasileiros do combustível. O projeto suspende os efeitos da portaria 547/19, da Secretaria Especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia.

PetroRio

A PetroRio anunciou ontem os dados operacionais de agosto, com produção total diária de 21.055 barris de óleo equivalente por dia (boe), alta de 7,52% sobre julho. No Campo de Polvo foram 8.013 boe, no campo de Frade, 10.163 boe, e no Campo de Manati, 2.878 BOE.

FONTE: AE BROADCAST

Conteúdo Relacionado

Pronto para começar?

Abra sua conta

Ou deixe seus dados e entraremos em contato