Nova Futura Investimentos 05 de setembro de 2019 6 minutos lendo
Voltar para o blog

Gol, JBS, Localiza, Comgás, Light e ABC Brasil

05 de setembro de 2019   -   6 minutos lendo

ECONOMIA E MERCADOS – CORPORATIVO

A melhora nas bolsas internacionais deve continuar impulsionando o humor do mercado doméstico nesta quinta-feira, assim como o andamento da reforma da Previdência, mas desdobramentos corporativos seguem no radar dos investidores. Ontem à noite, a MRV informou que convocou para o dia 04 de outubro Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para que os acionistas deliberem sobre a compra do controle da AHS Residential, empresa que tem como principal acionista o empresário Rubens Menin, que também é o maior acionista da MRV. Ontem, em meio a incertezas com uma possível internacionalização da empresa, as ações caíram mais de 6%. Fique de olho também em Gol, Localiza e Comgás.

A construtora realiza hoje uma apresentação para divulgar os estudos sobre a operação. O Broadcast antecipou a transação na última terça-feira (03).

Segundo a MRV, o investimento para a operação da compra de 20% do capital social total da AHS, correspondente a 50,01% do capital votante, será de no mínimo US$ 220 milhões e no máximo de US$ 255 milhões. A participação pode ser aumentada futuramente para 51% do capital votante. Segundo apurou o Broadcast, a MRV pagará US$ 235 milhões pela participação.

Na primeira etapa da operação, a MRV pagará US$ 46,483 milhões. A segunda será concluída até abril de 2022, com a compra adicional de até 31% do capital social da AHS, a um preço por Unit que será apurado por metodologia acertada entre as partes. Será formado um Comitê Independente para negociar os termos da transação. Ele será composto por membros independentes, e as conclusões serão direcionadas ao Conselho de Administração.

De acordo com um analista, a ação pode voltar a subir hoje, após os esclarecimentos da empresa. Segundo ele, o mercado temia que o dinheiro gasto pela MRV na compra da participação da empresa americana “cairia somente no bolso do Menin. No entanto, a empresa mostrou que a participação será diluída e que ele não receberá nada por isso. Com isso, a operação de fortalece”, apontou o analista.

No exterior, porém, o clima é de otimismo, após autoridades americanas e chinesas confirmarem que se encontrarão em outubro para nova rodada de negociações comerciais. Segundo o Ministério de Comércio chinês, autoridades dos dois países tiveram uma conversa “muito boa” por telefone na manhã desta quinta-feira (pelo horário de Pequim). Ontem, avanços neste sentido impulsionaram as ações de empresas ligadas a commodities como Vale, CSN e Cosan. Avanços para evitar um Brexit sem acordo e a instalação de um novo governo na Itália também contribuem para os ganhos das bolsas europeias, assim como nos futuros de Nova York.

No campo doméstico, o texto da reforma da Previdência foi aprovado ontem à noite na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, após as modificações feitas pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), e reduz a economia para R$ 870,5 bilhões. Ainda assim, o avanço da proposta no Senado e a previsão de que a votação em plenário deve acontecer até o início do próximo mês podem impulsionar os negócios no Brasil.

Gol

A Gol divulgou sua prévia operacional do mês de agosto. A companhia aérea teve aumento de 17,1% na demanda (RPK), enquanto a oferta (ASK) subiu 9,5% em relação a agosto de 2018. Assim, a taxa de ocupação subiu 5,3 pontos percentuais em um ano, para 82,3%. O número de passageiros cresceu 17,6% no período.

No acumulado do ano até agosto, a demanda subiu 9,5%, enquanto a ASK teve crescimento de 5,8%. A taxa de ocupação chegou a 82,2%, avanço de 2,8 pontos. Em 12 meses até agosto, a RPK teve alta de 7,1%, enquanto a oferta subiu 4,6%. A taxa de ocupação subiu 1,9 ponto, a 81,8%.

De acordo com um operador, este aumento de demanda é guiado apenas por promoções e reduções de tarifas e não por uma melhora da economia, o que pode ser neutro para a ação.

JBS

A Coluna do Broadcast divulgou que uma venda das ações do frigorífico JBS pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Social (BNDES) ocorrerá nos Estados Unidos, no mesmo momento em que a empresa da família Batista seguir com seus planos de se listar na bolsa de Nova York, a Nyse.

O banco de fomento possui 21,32% das ações da JBS, que pode render cerca de R$ 17 bilhões para seu caixa, considerando o valor atual da ação, que subiu mais de 100% em 12 meses. Os planos da JBS de se listar em Nova York não são novos, mas voltaram para a gaveta após delações em 2017 dos irmãos Joesley e Wesley Batista, controladores da empresa, no âmbito da operação Lava Jato, da Polícia Federal.

Ontem, em encontro com investidores na bolsa de Nova York, o vice-presidente de finanças e de relações com investidores da JBS, Guilherme Cavalcanti, afirmou que a empresa quer mostrar que é mais global e que não é “só carne bovina”, apontou o Valor Econômico.

Localiza

O conselho de administração da Localiza aprovou o pagamento de juros sobre capital próprio no valor bruto de R$ 74.607.335,52 ou R$ 0,103680691 por ação. Terão direito aos juros acionistas na base da empresa em 9 de setembro, com as ações sendo negociadas “ex” juros a partir do dia seguinte.

Comgás

A Comgás e um grupo de associações que representam a indústria entraram em acordo para retirar as ações judiciais que impediam a realização da 3ª Revisão Tarifária Ordinária da companhia há cinco anos. O processo, que se referia ao período entre 2014 e 2018, atrasou devido a divergências sobre a metodologia de cálculo da revisão entre a Comgás e a Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp).

Na época, a Arsesp propôs que os investimentos realizados por concessionárias fossem remunerados apenas quando entrassem em operação. Até então, bastava apresentar um plano de investimentos para que os custos fossem embutidos nas tarifas.

Essa discussão iniciada pela Arsesp, no entanto, nunca chegou a uma conclusão, pois a Comgás entrou com ação judicial interrompendo o processo. Associações de industriais também decidiram entrar na Justiça para retomar a realização da revisão – independentemente da forma como seria feita a remuneração dos investimentos.

Light

A Light informou que a agência de classificação de risco de crédito Moody’s elevou o rating da companhia na escala nacional para A2.br de A3.br e afirmou na escala internacional o rating de Ba3, mantendo ambos com a perspectiva estável.

ABC Brasil

O Banco ABC Brasil recebeu convite da Caixa Geral de Depósitos S.A. para avaliar a apresentação de proposta vinculativa de aquisição do Banco Caixa Geral – Brasil (BCG Brasil), sob as mesmas condições de concorrência com as demais instituições convidadas.

“O Banco esclarece que ainda se trata de um convite e que nesta data não há nenhuma proposta ou contrato vinculante em negociação para a aquisição do BCG Brasil”, diz o ABC Brasil em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

FONTE: AE BROADCAST


Conteúdo Relacionado

Pronto para começar?

Abra sua conta

Ou deixe seus dados e entraremos em contato