Nova Futura Investimentos 21 de novembro de 2019 10 minutos lendo
Voltar para o blog

JBS, Braskem, siderúrgicas e outras

21 de novembro de 2019   -   10 minutos lendo

Após o feriado facultativo do Dia da Consciência Negra, quando a Bolsa ficou fechada, os investidores voltam aos negócios nesta quinta-feira de olho no imbróglio das negociações comerciais entre os EUA e a China e notícias corporativas locais. Entre elas, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, deixou Washington ontem sem uma definição por parte dos Estados Unidos sobre a reabertura do mercado americano para a importação de carne bovina fresca do Brasil. Atenção para os papéis de frigoríficos, Braskem, telecom, Petrobras, siderúrgicas e Taesa.

As ações de companhias de alimentos têm estado no foco do mercado nas últimas semanas em meio a expectativa com a volta da importação de carne pelos EUA. O pleito foi tema da reunião da ministra com o secretário de Agricultura dos EUA, Sonny Perdue. Ao deixar o encontro, a ministra afirmou que os americanos dirão “em breve” se as informações prestadas pelo governo brasileiro são suficientes para retomar as importações de carne bovina in natura ou se os EUA enviarão uma nova missão ao País para avaliar as condições sanitárias.

“A carne é um assunto extremamente técnico. Eles estão terminando a análise dos dados que o Brasil enviou rapidamente na consulta que foi feita e eles vão, em algumas semanas, me dar qual será o próximo passo, se vão precisar ir lá (no Brasil). Se forem lá, (dirão) a data marcada, enfim, como é que vamos fazer daqui pra frente”, afirmou a ministra.

Questionada se os americanos deram sinalização de quanto tempo essa análise pode levar, ela afirmou que “em breve pode ser esse mês, no mês que vem ou no ano que vem”.

Para o analista da Mirae Asset Pedro Galdi, “este ano já acabou. Para a JBS, isso não interfere tanto porque ela já está nos EUA, então pesa mais para Minerva e Marfrig. Ainda assim, o mais importante mesmo é a China abrir mais unidades para o Brasil”, apontou .

E no exterior, o dia ontem foi de perdas após relatos de que a fase 1 de um possível acordo comercial entre Pequim e Washington não deve sair neste ano. Os reflexos, porém, foram sentidos hoje nas bolsas asiáticas e continuam nas bolsas europeias e nos futuros de Nova York. As quedas, no entanto, foram reduzidas depois que a Dow Jones Newswires noticiou nesta manhã, citando fontes, que o vice-primeiro-ministro chinês Liu He convidou autoridades americanas para uma nova rodada de negociações comerciais presenciais. Durante conversa telefônica na semana passada, Liu convidou o representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, e o secretário do Tesouro americano, Steven Mnuchin, para novas conversas em Pequim, disseram as fontes.

Entre as commodities, o minério de ferro negociado no porto de Qingdao, na China, fechou em alta de 0,62%, a US$ 86,33 a tonelada, destacou um analista.

Braskem

O executivo José Carlos Grubisich, ex-presidente da petroquímica Braskem, foi preso ontem, em Nova York, sob acusação de comandar um intricado esquema de lavagem de dinheiro, falsificação de documentos e pagamento de propinas. De acordo com informações do Departamento de Justiça americano (DoJ), cerca de US$ 250 milhões (mais de R$ 1 bilhão) foram direcionados para um fundo com o objetivo de financiar atos de corrupção.

As acusações haviam sido definidas em fevereiro e foram mantidas sob segredo de Justiça por oito meses para facilitar a prisão de Grubisich quando ele estivesse em solo americano, informou o DoJ no documento que explica o caso. Segundo o DoJ, as investigações sobre o executivo correm desde 2015 e se referem a pagamentos ilegais feitos entre 2002 e 2014, sendo que parte das acusações envolvem a Odebrecht. Ele foi presidente da petroquímica do grupo brasileiro – um dos pivôs da Operação Lava Jato e hoje em recuperação judicial – entre os anos de 2002 e 2008.

A acusação lembra que, apesar de ter deixado o principal cargo executivo da Braskem em 2008, Grubisich manteve um assento no conselho de administração da petroquímica até 2012. Ao ser ouvido em uma Corte de Nova York, na tarde desta quarta-feira, Grubisich se declarou inocente das acusações.

Galdi, da Mirae Asset, destaca que apesar de a investigação ser antiga, “é algo negativo para a empresa, principalmente porque podem aprofundar as investigações e chegar ao momento atual através de delação, o que mancha ainda mais a imagem da empresa”, apontou.

Telecom

O empresário Carlos Slim Domit, filho do proprietário da América Movil – dona da Claro – e um dos empresários mais ricos do mundo, Carlos Slim, apresentou ontem ao presidente Jair Bolsonaro um plano de investir no Brasil o equivalente a R$ 30 bilhões nos próximos três anos. Segundo o empresário, o aporte de recursos será feito sobretudo para ampliar a infraestrutura necessária para o desenvolvimento de novos serviços e também soluções para armazenamento de dados em nuvens.

Ao sair do encontro, Domit informou o interesse da companhia no desenvolvimento da tecnologia 5G no Brasil. “Estaremos ativos e com muito interesse”, observou.
Sobre o prazo para a realização do leilão, também usou discurso semelhante. Ele declarou que o ideal é que a tecnologia seja estabelecida dentro de uma estratégia de “muito investimento, muita cobertura e desenvolvimento de muitos serviços para o desenvolvimento do País.”

GPA

O Grupo Casino, que no Brasil controla o Grupo Pão de Açúcar (GPA), informou nesta manhã que concluiu seu plano de refinanciamento anunciado em outubro para fortalecer sua liquidez e estrutura financeira. “O encerramento das transações permite que o Grupo se concentre totalmente em atingir seus objetivos operacionais, financeiros e estratégicos, bem como em executar seu plano de alienação de ativos”, trouxe o comunicado do varejista francês.

Petrobras

A Petrobras assinou na última terça-feira contrato com a Copagaz e com a Nacional Gás Butano para venda da totalidade de sua participação na Liquigás. O valor total da operação é de R$ 3,7 bilhões.

A transação prevê ainda um aporte da Itaúsa na Copagaz, com a aquisição de uma participação minoritária. Em fato relevante divulgado há pouco, a Itaúsa informa que o investimento será de aproximadamente R$ 1,4 bilhão, e que passará a deter 49% do capital da distribuidora. Além disso, haverá ações para melhora da governança corporativa da Copagaz, informa a Itaúsa.

Também segundo informações passadas pela Itaúsa, a Nacional Gás terá uma fatia minoritária na Liquigás, e ficará com as operações em algumas localidades.

Saneamento

O ministro da Economia, Paulo Guedes, teria dito a parlamentares nesta quarta-feira (20) que voltará a conversar com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para tentar um entendimento de colocar o projeto de lei do novo marco do saneamento o mais rápido possível no plenário. Há uma expectativa de que o texto vá à votação ainda neste mês, mas o relatório do deputado Geninho Zuliani (DEM-SP) sofre pressão por mudanças, exercida principalmente pela bancada nordestina.

“Guedes disse que vai tratar com Rodrigo (Maia) para ver se consegue ter um entendimento para votar o mais rápido possível. Guedes e Carlos da Costa (secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade) estão fechados com o relator”, disse ao Broadcast o deputado Evair de Melo (PP-ES), que presidiu a comissão especial de saneamento e esteve em almoço do ministro da Economia com a Frente Parlamentar da Química. Deputados estão pressionando por ajustes no texto de Geninho, buscando por um prazo para novos contratos de programa (sem licitação) serem fechados mesmo após o novo marco legal. Também querem aumentar o período em que esses contratos poderão ser renovados. No texto atual, esse prazo é de um ano.

Siderúrgicas

A produção brasileira de aço bruto foi de 27,215 milhões de toneladas no acumulado do ano até outubro, queda de 8,6% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados do Instituto Aço Brasil (IABr), divulgados há pouco. Já produção de laminados no mesmo período foi de 19,1 milhões de toneladas, queda de 4,5%, na mesma base de comparação.

Em outubro a queda foi ainda mais expressiva. A produção de aço bruto no mês, de 2,597 milhões de toneladas, representou queda de 19,4% na relação anual. Em laminados a produção mês passado foi de 1,832 milhão de toneladas, recuo de 14%, também no comparativo anual.

Construtoras

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) prepara uma Medida Provisória (MP) para dar prazo de dois anos e meio para construtoras finalizarem obras do Minha Casa, Minha Vida em 1.895 municípios de 25 Estados. Caso não aceitem, as empresas vão ter que devolver recursos que receberam da União, somados a juros e correções monetárias.

O texto da MP está agora no Ministério da Economia, onde se discute a liberação de R$ 280 milhões para término das obras, sendo R$ 150 milhões em recursos novos. Segundo dados do governo, estão inconclusas 44.426 moradias nesses empreendimentos. A MP trata de modalidade do programa para cidades de até 50 mil habitantes e famílias com renda de até R$ 1,6 mil por mês.

C&A

A C&A reconheceu ter sido pouco clara em sua primeira divulgação de resultados como companhia de capital aberto, realizada na terça-feira da semana passada (12). Em apresentação pouco usual enviada a investidores e analistas na terça-feira, a varejista respondeu a feedbacks que recebeu de participantes do mercado e prometeu melhorias nas próximas comunicações.

Dentre as reclamações listadas pela C&A, estão frases como “o papel variou em função da falta de informação no release” e “parece que vocês não querem ser abertos mesmo”. O release de resultados já havia sido considerado pouco explicativo, com apenas sete páginas de conteúdo. Na teleconferência realizada no dia seguinte, houve ainda menos clareza, com respostas evasivas do diretor financeiro, Milton Lucato. O CEO, Paulo Corrêa, fez apenas um comentário breve no início do call.

Taesa

A Transmissora Aliança de Energia Elétrica (Taesa) concluiu os reforços da concessão Novatrans Energia referentes às resoluções autorizativas REA 6306/17 e REA 6369/17, cumprindo o prazo exigido pela ANEEL e adicionando uma Receita Anual Permitida (RAP) de R$ 38,1 milhões para o ciclo 2019-2020, a partir da data de energização de cada instalação (pro-rata).

O projeto constitui-se na recapacitação de quatro Bancos de Capacitores Série 500kV nas linhas de transmissão (LT) Miracema-Gurupi C2 e Serra da Mesa-Gurupi C2. O objetivo é permitir o aumento na capacidade de transferência de energia entre as regiões Norte, Nordeste e Sudeste pela Interligação Norte-Sul, atualmente limitada pela corrente nominal dos bancos de capacitores série existentes.

Santos Brasil

A Santos Brasil Participações venceu uma concorrência para exploração provisória de três áreas no cais do Saboó, na margem direita do Porto de Santos. Foi realizado um processo seletivo pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp). A área tem 42 mil m², e o prazo da exploração é de 180 dias. A Santos Brasil terá direito de movimentar carga geral, como celulose e veículos, por exemplo. A companhia deve apresentar os documentos de qualificação em até 5 dias úteis, prazo que termina no dia 26.

PagSeguro

Em meio à guerra das maquininhas, a PagSeguro, empresa de maquininhas do Uol, apresentou lucro líquido de R$ 342,6 milhões no terceiro trimestre, aumento de 48% do que o visto no mesmo período do ano passado, quando foi de R$ 231,6 milhões. O volume financeiro capturado nas maquininhas da PagSeguro alcançou R$ 29,38 bilhões no terceiro trimestre, crescimento de 45% em relação ao observado um ano antes, quando totalizou R$ 20,263 bilhões.

Outras notícias

O presidente do BNDES, Gustavo Montezano, disse ontem em Nova York que “se houver oportunidade, pode acontecer neste ano ou não” a venda de participações do banco oficial em empresas. A instituição oficial anunciou ontem alienação de ações da JBS através do BNDESPAR, negócio que pode chegar a R$ 8 bilhões, segundo fontes de mercado. “Temos quatro formas de vender participações: na mesa, vender um pouco ao mercado; pode vender em bloco; pode fazer uma oferta e uma operação privada, que é mais demorada”, destacou Montezano. “Operação privada demora muito tempo, as outras três podem ser feitas de forma mais rápida. Se houver janela, pode acontecer neste ano ou não.”

A Vale comunicou aos detentores de títulos no exterior o resgate de todos os bonds com vencimento em 2022. Segundo a mineradora, o saldo remanescente é de US$ 908,365 milhões, e a operação será efetuada no dia 19 de dezembro.

FONTE: AE BROADCAST

Conteúdo Relacionado

Pronto para começar?

Abra sua conta