Nova Futura Investimentos 19 de novembro de 2019 7 minutos lendo
Voltar para o blog

JBS, Gol, Azul, CVC, Suzano e outras

19 de novembro de 2019   -   7 minutos lendo

Com tom positivo no exterior e o dólar a R$ 4,20, as empresas exportadoras tendem a se beneficiar no pregão de hoje, sobretudo Vale, Suzano e siderúrgicas, apontam analistas. Por outro lado, ações ligadas ao turismo podem amargar perdas, com destaque para Gol, Azul e CVC, que sofrem com a menor demanda quando o dólar está alto e, no caso das aéreas, com custos mais altos já que cerca de 70% de seus gastos são atrelados à moeda americana.

A escalada do dólar, que ontem fechou no maior nível da história do Plano Real, a R$ 4,2055 (+0,29%), deverá ser monitorada de perto. Segundo operadores, a alta de ontem foi motivada por um ambiente de procura sazonal por dólares, exterior mais cauteloso e ausência de um noticiário doméstico que ajude o real. Hoje, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, participa de audiência na CAE do Senado, com os investidores atentos a sinalizações. Ontem à noite, o BC informou que realizará três operações cambiais nesta manhã: venda à vista de dólares, venda de contratos de swap cambial reverso e venda de contratos de swap cambial tradicional.

No exterior, o bom humor vem depois que os EUA decidiram ontem, no final da tarde, estender por 90 dias uma licença que autoriza empresas americanas a promoverem transações “específicas” e “limitadas” com a gigante tecnológica chinesa Huawei. Parte das bolsas europeias sobem mais de 1%, enquanto os futuros de Nova York avançam em torno de 0,30%.

Como amanhã a Bolsa estará fechada devido ao feriado do dia da Consciência Negra em São Paulo, investidores podem partir para um viés mais cauteloso, sobretudo na segunda parte dos negócios, em um movimento defensivo. Isso porque amanhã o Federal Reserve divulga a ata da mais recente reunião de política monetária. Segundo relatório da Guide Investimentos, os participantes de mercado, que precificam a probabilidade de mais um corte na próxima reunião em dezembro com probabilidade de apenas 8%, internalizaram a sinalização de final de ciclo sinalizada pelo presidente J. Powell na coletiva de imprensa pós reunião no dia 30 de outubro.

Em seu discurso ao Congresso, no final da semana passada, o presidente do BC americano, Jerome Powell, reiterou que somente uma deterioração considerável dos dados econômicos ou uma escalada de tensões em torno da disputa comercial justificariam mais um corte.

Ambev

A Cervejaria Ambev anunciou que Bernardo Pinto Paiva deixará o cargo de diretor geral e presidente da companhia a partir de 1º de janeiro de 2020, após quase 30 anos de casa.

Paiva será substituído por Jean Jereissati Neto, que está na Ambev há 20 anos e já foi Diretor Geral das operações de América Central e Caribe, Diretor Geral das operações da China e Diretor Geral da Ásia e Pacífico Norte na ABInbev.

De acordo com a Ambev, Paiva trabalhará com Jereissati em uma transição até o final de fevereiro de 2020. Depois, tocará projetos pessoais.

Saneamento

Eleito como pauta prioritária do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o projeto que atualiza o marco legal do saneamento enfrenta resistências por parte de lideranças na Casa, o que tem travado o avanço mais rápido da matéria no plenário. Deputados da bancada nordestina indicam insatisfação a pontos do texto aprovado no último dia 30 pela comissão especial. Com isso, a possibilidade de o projeto ser analisado pelos parlamentares nesta semana não avançou. Segundo apurou o Broadcast, uma definição sobre essa pauta pode sair nesta segunda-feira (18) em reunião de líderes, ainda não confirmada.

Agora, as expectativas estão voltadas para a deliberação ocorrer na próxima semana. Aliados do relator do projeto na comissão especial, deputado Geninho Zuliani (DEM-SP), acreditam que a votação irá ocorrer no dia 26.

Copel

A Usina Termelétrica de Araucária, da Companhia Paranaense de Energia (Copel), assinou contrato de Cessão de Créditos de Energia com a Petrobras, e assim, retomou o despacho em plena capacidade para esta semana.

A Copel explica que, com o contrato, a usina poderá ser despachada mesmo fora da ordem de mérito, e o fornecedor de gás da UTE Araucária informará semanalmente se vai acionar a usina. Com isso, o despacho não se dará pelo preço homologado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), mas sim pelo acordado entre as duas partes, que, segundo a Copel, leva em conta oportunidades de mercado e margens consideradas adequadas.

Embraer

A Embraer anunciou hoje durante o Dubai Airshow que a mais nova instalação da Falcon Aviation no Aeroporto Internacional Al Maktoum (DWC), em Dubai, foi aprovada para integrar o programa de suporte da companhia a clientes do Legacy 600/650 e Lineage na região.

Com isso, a Falcon Aviation poderá realizar manutenções programadas e não programadas, troca de componentes e peças, além de inspeções em diferentes níveis de complexidade para esses modelos de aeronave.

Banco do Brasil

O Banco do Brasil oficializou ontem a saída de Marcelo Serfaty do conselho de administração da instituição. Como informou a Coluna do Broadcast em outubro, ele passou a fazer parte do conselho do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Sócio-fundador do fundo de private equity (que compra participação de companhias) G5 Partners, Serfaty chegou ao banco de fomento com a missão de ajudar e acelerar no processo de venda de ativos, que até aqui tem deixado a desejar.

JBS

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) contratou o Bradesco BBI (líder), o BTG Pactual, o BofA, o Itaú BBA e o UBS para coordenarem uma nova oferta de ações do frigorífico JBS, que estão em sua carteira de renda variável, conforme informou a Coluna do Broadcast. Como o banco de investimentos é dono de 21% dos papéis do frigorífico, é necessário fazer uma oferta subsequente de ações, conhecida como follow on.

A oferta deve ser lançada ainda hoje, para ser precificada no início de dezembro. Será a primeira venda feita pelo BNDES desde que Gustavo Montezano assumiu a presidência. O BNDES deve vender apenas metade nessa primeira tranche, em uma operação que deverá superar os R$ 8 bilhões. O restante ficará para o início do ano que vem. Procurado, o BNDES não comentou até o momento.

Hapvida

A Hapvida fechou um protocolo de entendimentos para adquirir uma carteira de aproximadamente 12 mil vidas que hoje pertence à Agemed. Segundo a companhia, este número representa cerca de 15% da carteira total da Agemed, e os clientes estão localizados na região de Joinville, em Santa Catarina.

O valor da operação foi inicialmente fixado em R$ 19 milhões, e reflete um múltiplo de 5 vezes o valor das mensalidades pagas. A Hapvida já possui uma carteira de 23 mil vidas em Joinville, que foi iniciada em abril deste ano.

Notre Dame Intermédica

A Notre Dame Intermédica informou que não há qualquer definição ou aprovação societária sobre uma possível oferta subsequente de ações (follow-on) da companhia. De acordo com a companhia, é do curso normal dos negócios a avaliação, de tempos em tempos, de oportunidades de mercado para fins da captação de recursos e obtenção de financiamentos para suas operações, “incluindo por meio de aumentos de capital social no contexto de ofertas públicas de distribuição de ações”.

A companhia convocou assembleia geral extraordinária (AGE) para hoje para deliberar sobre o aumento de capital autorizado da companhia, de modo a flexibilizar a forma de aprovação de eventuais aumentos de capital social.

Outras notícias

A Klabin pagou antecipadamente financiamento que contratou junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no valor de R$ 2,4 bilhões. Segundo a companhia, a operação serviu como parte dos recursos para o Projeto Puma I, com custo acima da média da companhia e prazo médio de 31 meses.

O conselho de administração da Construtora Tenda aprovou o pagamento de dividendos no valor de R$ 0,1579 por ação, equivalente a R$ 15,353 milhões. O pagamento será realizado com base na posição acionária do dia 22 de novembro, e a partir do dia 23, as ações passam a ser negociados ex-dividendos. O crédito será feito aos acionistas a partir do dia 04 de dezembro.

FONTE: AE BROADCAST

Conteúdo Relacionado

Pronto para começar?

Abra sua conta