André Cepeda 29 de novembro de 2017 4 minutos lendo
Voltar para o blog

Aprenda controlar melhor suas finanças em 2018 com 7 dicas

29 de novembro de 2017   -   4 minutos lendo

Saber gerenciar e organizar nossas finanças deve ser uma prioridade em nossas vidas, pois se deixarmos de lado ninguém irá fazer isso por nós. Além disso, se estivermos em dificuldade financeira, provavelmente começaremos a ter nossa produtividade no trabalho afetada e também causará problemas emocionas e de relacionamento. Acredito que existem pessoas que acham que para não ter nenhuma dificuldade com dinheiro basta ganhar mais, contudo, o segredo é o modo que você lida com ele que lhe trará tranquilidade.

A parte boa é que a estabilidade financeira depende apenas de disciplina e algumas pequenas ações que iremos lhe mostrar. Seguindo nossas dicas seus projetos e sonhos ficaram mais perto de serem concretizados. Tire poucos minutos diários para pensar, organizar e equilibrar as suas finanças, desse modo você terá 2 benefícios. Você será um poupador e começara a ser um investidor.

 1 – Orçamento

Escolha um dia do mês para se organizar. Monte uma planilha no Excel e caso lhe falte intimidade com a ferramenta pode ser um bom momento para aprender ou utilize outro meio, como uma folha de papel. Insira todas suas receitas, seja via salário, recebimento de aluguel, free lance entre outros. Na sequência escreva todos seus gastos fixos, como aluguel, luz, água, internet entre outros e por último as contas rotativas.

Ao fazer isso, você vai perceber que vai ficar mais fácil analisar os seus gastos e notar que algum deles pode ter sido feito por impulso, sem a real necessidade do momento. E o principal, olhar a última linha e saber se no mês foi possível guardar algo ou não. Esperamos que sim.

A regra é a seguinte, quanto mais você conseguir guardar melhor, mas algo em torno de 20% da sua receita está excelente.

2- Prioridades

Ao colocar todas as suas receitas e gastos no Excel ou no papel ficou mais fácil analisar como está a sua saúde financeira. E caso seu orçamento esteja desequilibrado é hora de cortar gastos e mesmo que não esteja, cada real economizado pode ser um real investido.

Nesse momento precisamos de disciplina, não é fácil cortar idas ao restaurante, passeios ou alguma compra supérflua, contudo tenha em mente que balanceando sua vida financeira a tendência é sua qualidade de vida futura melhorar.

3 – Estabeleça objetivos

Não é fácil mudar da noite para o dia e nem sempre é possível fazer os cortes necessários em um curto período. Sendo assim, estabeleça objetivos para os próximos meses. Faça os cortes possíveis e veja a evolução do equilíbrio financeiro da sua família

4 – Seja um poupador

Para se ter uma vida financeira equilibrada é necessário conseguir poupar, é com essa reserva que será possível realizar os seus sonhos e objetivos. Tenha em mente que poupar é necessário e irá te trazer conforto em momento de dificuldade e prazer na hora que seus objetivos e metas forem realizados. Tenha um compromisso de poupar todos os meses, estabeleça um valor por volta de 20% da sua receita. Caso seja possível economizar mais, ótimo.

5 – Aprenda a investir

Você realizou os ajustes necessários no orçamento e virou um investidor. Agora chegou o momento de fazer o seu dinheiro trabalhar por você. Procure corretoras e fontes de informação que possam te auxiliar, leia sobre o tema e entenda o seu perfil de investidor. Existe algum investimento que lhe trará rentabilidade e a segurança que você busca.

Nesse momento é possível perceber que o mundo das finanças irá se abrir para você. A quantidade de opções de investimento, prazo e rentabilidade são muito variadas e investir bem e de maneira consciente é mais fácil do que parece

6 – Acompanhe seus investimentos

Veja de perto os seus investimentos, fique atento aos passos que foram dados e analise seus movimentos. Continue buscando informação, pois você terá prazer em notar que o seu dinheiro guardado está rendendo, tenho certeza que o pensamento é de conseguir poupar mais e fazer o bolo crescer. Acompanhar os investimentos é muito importante para perceber cada vez mais o seu perfil de investidor, ou seja, a sua capacidade de aceitar mais ou menos risco nos investimentos. E com o aumento de capital e sua informação realizar mudanças se necessário.

7 – Disciplina e rotina

 Como você pode perceber, tudo fica mais difícil sem disciplina para adequar o equilíbrio das finanças na sua rotina. Desse modo, continue sempre fazendo a dica 1, de colocar o seu orçamento no Excel ou no papel, pois desse modo você não deixará escapar nada. É da natureza humana relaxar quando achamos que está tudo controle e ao encararmos a finança como uma rotina, conseguimos eliminar um pouco esse risco de relaxamento.

Conteúdo Relacionado

Pronto para começar?

Abra sua conta