Nova Futura Investimentos 13 de setembro de 2021 4 minutos lendo
Voltar para o blog

Confira opções de investimento a curto prazo

13 de setembro de 2021   -   4 minutos lendo

Consideram-se um investimento a curto prazo as oportunidades que geralmente dão retorno financeiro em menos de doze meses. São aplicações cuja essência é a agilidade, já que o resgate pode ser feito em prazo menor que as demais do mercado.

Quem investe a curto prazo geralmente precisa do dinheiro mais rapidamente ou por querer aproveitar alguma alta do mercado que seja favorável, porém é necessário analisar as opções e determinar as melhores ações para investir a curto prazo segundo o seu perfil. Por isso, veja a seguir alguns exemplos de oportunidades de curto prazo e como escolher a ideal.

Principais investimentos a curto prazo

Para encontrar o melhor investimento a curto prazo para você, é preciso saber qual seu perfil de investidor e seus objetivos. Sendo assim, o ideal é analisar as principais opções disponíveis, entendendo como cada uma funciona antes de decidir qual atende melhor ao que você busca. Confira.

Letra de Crédito Imobiliário

Também conhecida como LCI, ela pode ser considerada a melhor opção de investimento a curto prazo para quem deseja uma oportunidade de baixo risco. Trata-se de um investimento que se transforma em crédito para financiamento de imóveis, sendo oferecido por instituições financeiras.

Além de ter isenção de IR, essa aplicação tem prazo em torno de 180 a 365 dias e pode render acima de 100% do CDI. Esse tipo de investimento pode render cerca de 0,16% ao mês, no mínimo, caso o CDI fique por volta de 1,90% ao ano, e o resgate pode ser feito após 180 dias. 

Ou seja, é uma rentabilidade que vale a pena em comparação com a poupança, já que é maior que os rendimentos de uma poupança, por exemplo. Além disso, o LCI dispõe de proteção do Fundo Garantidor de Créditos até R$ 250 mil a cada CPF ou CNPJ. Por isso, a cada conjunto de depósitos e investimentos, conforme a instituição financeira, você tem 4 anos de garantias pagas para cada CPF ou CNPJ.

Letra de Crédito do Agronegócio

Outro investimento a curto prazo interessante é a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio), que também tem renda fixa e isenta de Imposto de Renda. Ela funciona de forma semelhante ao LCI, ou seja, é como “emprestar” dinheiro para as instituições financeiras e receber uma remuneração em retorno, os juros correspondentes ao período da aplicação.

É outra opção de baixo risco, e cada LCA possui um aporte mínimo e um prazo de aplicação maior que o da LCI. Por este motivo, ela é indicada para quem deseja um prazo um pouco maior. 

A principal diferença entre a LCA e a LCI é o lastro do papel. Enquanto as Letras de Crédito Imobiliário são lastreadas em uma carteira de empréstimo vinculada ao segmento imobiliário e mantida pelas instituições emissoras, as LCAs são empréstimos que podem ser dados a produtores rurais ou companhias do ramo.

Tesouro Selic

Para quem preza pela segurança ao investir em curto prazo, o Tesouro Selic é uma boa opção, já que se trata de um título público e garantido pelo Tesouro Nacional. Essa alternativa possui rentabilidade pós-fixada, ou seja, está atrelada a um indicador econômico, a variação da taxa Selic nesse caso.

As aplicações que o Tesouro Direto oferece servem para arrecadar recursos a serem destinados ao financiamento de atividades como educação e saúde, por exemplo. A rentabilidade varia conforme o tipo de aplicação escolhido e o rendimento do seu título ao longo do tempo.

Sendo assim, quando a taxa Selic aumenta, também é possível observar um aumento nos rendimentos, o que gera um retorno maior para os investidores. Além disso, esse tipo de aplicação rende diariamente nos dias úteis. 

Certificados de Depósitos Bancários

Os chamados CDBs também são uma opção de investimento a curto prazo que serve como captação de recursos para bancos. Eles têm uma das rentabilidades mais altas, acima de 130% do CDI, no caso de emissão por parte de médio e pequenos bancos.

É possível investir em diferentes tipos dessa aplicação de curto prazo, como o pré-fixado, com uma taxa de 5% ao ano. Por isso o investidor consegue prever o rendimento até o vencimento do papel. Há também a opção do CDB pós-fixado, que permite conhecer o indicador utilizado como referência para a rentabilidade.

Por fim, também é possível investir no CDB vinculado à inflação, que é uma mistura das versões anteriores. Isso porque uma parcela do retorno desse investimento de curto prazo é pré-fixada e a outra é pós-fixada, variando conforme a inflação, medida pelo IPCA ou até mesmo pelo IGP-M.

Conheça os fundos de investimento

Agora que já sabe mais sobre os principais tipos de investimento a curto prazo, você consegue entender qual deles atende melhor aos seus objetivos. Para entender mais detalhes sobre como funcionam as alternativas de aplicações, confira nossa página de fundos de investimento e saiba mais sobre o assunto!

Conteúdo Relacionado

Pronto para começar?

Abra sua conta