Nova Futura Investimentos 23 de novembro de 2021 2 minutos lendo
Voltar para o blog

Mercado interno sobe, mas Covid-19 e juros continuam no radar

23 de novembro de 2021   -   2 minutos lendo

As bolsas na Europa fecharam majoritariamente em alta impulsionadas pelas bolsas americanas que até então estavam em alta com a indicação de Jerome Powell para o segundo mandato no FED, podendo manter a retirada cautelosa dos estímulos monetários. Na Itália, houve o anúncio de aquisição da Tim pela companhia de investimentos KKR. Pelo lado negativo, os investidores continuaram a monitorar o avanço da Covid-19 no continente.

Nos EUA, após o avanço da primeira parte do dia, os principais índices americanos fecharam em queda devido ao avanço nos rendimentos das treasuries com vencimento para 10 anos. O movimento no rendimento dos títulos está relacionado às expectativas de elevação do mercado e as altas de juros em um futuro próximo, isto é, em 2022.

No Brasil, o mercado acabou por entregar os ganhos. Após abrir com a ponta compradora ganhando, acompanhando os ânimos em Nova York e mais uma alta nos preços do minério de ferro, a notícia de que a PEC dos precatórios pode abrir um espaço fiscal de R$106,1 bi ante estimativa anterior de R$ 91,6 bi acabou por poluir a percepção de risco interna. O cenário externo também influenciou negativamente o mercado local como pôde ser visto no avanço das treasuries.

Para hoje (23/11)

Os mercados asiáticos fecharam sem direção única com os agentes observando a melhora na produção do setor minerador e o novo mandato de Jerome Powell. Todavia, as questões em torno do avanço da Covid-19 continuaram no radar. No Japão, o Nikkei não operou devido a um feriado local.

Com a melhora na produção de mineradoras e sinalização de estímulos na China, houve mais uma alta no minério de ferro.  Em Singapura, a commodity subiu 4,39% a US$ 98,70. Em Qingdao, houve avanço de 4,39%, cotado a US$ 99,83.

Na Europa, as bolsas operam em queda com o avanço da Covid-19 e as medidas restritivas a ofuscar as boas prévias do PMI.

Por mais que o avanço do vírus na Europa possa gerar expectativas desinflacionarias e o segundo mandato de Powell, as treasuries continuam a subir no exterior. Com o avanço do minério de ferro o futuro do Dow Jones está se sustentado como ocorreu ontem.

No Brasil, o mercado abre em alta, dando um repique em relação à queda de ontem. Todavia, o investidor deve ficar atento, principalmente por conta das questões fiscais em torno da PEC dos precatórios e movimento externo do rendimento dos títulos de 10 anos nos Estados Unidos.

A alta no minério de ferro está contribuindo para alta nas companhias ligadas ao minério de ferro e elas tendem a continuar com maior destaque na bolsa.

Autor: Matheus Jaconeli

Conteúdo Relacionado

Pronto para começar?

Abra sua conta