Nova Futura Investimentos 10 de setembro de 2021 4 minutos lendo
Voltar para o blog

O que é volatilidade e o impacto que causa

10 de setembro de 2021   -   4 minutos lendo

Para quem está interessado em aprender a aplicar em investimentos de renda variável, principalmente na Bolsa de Valores (B3), entender o que é volatilidade é essencial. Afinal, esse é um termo que ajuda a compreender as oscilações dos ativos e o grau de risco de cada aplicação.

Na prática, é possível dizer que a volatilidade é um termo utilizado para definir a variação de um ativo. Ou seja, quando mencionamos que um investimento é volátil quer dizer que o seu preço varia rapidamente, seja em uma queda ou valorização.

Esse é um termo que leva em consideração algumas variáveis, como, por exemplo, velocidade, frequência e intensidade que o valor do ativo — algo que pode ser negociado no mercado, como ações, títulos e câmbios — é capaz de oscilar em um determinado intervalo de tempo. 

Entenda no que consiste a volatilidade

Conhecer o seu conceito é o primeiro passo para entender o que é volatilidade, mas, o que é levado em consideração quando se diz que um ativo é altamente volátil?  

Para entender o que é alta volatilidade é necessário saber que esse é um índice calculado a partir das tendências de valorização e queda dos valores de um ativo. Em outras palavras, se uma ação tende a permanecer com o mesmo rendimento durante algumas semanas ou meses, quer dizer que é pouco volátil.

Agora, se houver grandes mudanças em seu comportamento, esse é o sinal de que o ativo é muito volátil e, por isso, é importante ter atenção na hora de incluí-lo na sua carteira.

Vale lembrar que não é porque um papel é volátil que é um “mau negócio”, já que depende da estratégia de investimento que se pretende utilizar. Para o day trade, por exemplo, esse pode ser o melhor cenário, já que ele tem rendimentos a partir das oscilações dos valores do papel.

Volatilidade e risco são sinônimos?

Mesmo ao entender o que é índice de volatilidade, é comum confundi-lo com outro termo associado ao mercado financeiro: o risco. Afinal, mesmo que sejam tratados como sinônimos, eles possuem significados diferentes.

Isso porque a volatilidade é uma medida de risco de um investimento. Em outras palavras, um ativo pode ser considerado mais arriscado se for caracterizado como um papel volátil, ficando mais difícil prever o seu comportamento.

Dessa forma, é possível dizer que, ao entender o que é volatilidade, chega-se à conclusão de que ele é mais um fator determinante na hora de classificar um ativo como arriscado.

Quais os tipos de volatilidade?

Entender o que é um mercado volátil já ajuda a investir em renda variável, mas você sabia que existem cálculos que ajudam a encontrar esse índice? Abaixo, listamos algumas das principais modalidades para aplicar em sua estratégia. Veja.

Volatilidade histórica

A volatilidade histórica é aquela que leva em consideração as variações passadas de um determinado ativo. Por conta disso, esse é um índice muito utilizado para determinar valores futuros, já que é possível encontrar tendências que podem se repetir a longo prazo.

Volatilidade real

Ao contrário da modalidade acima, a volatilidade real é utilizada em um mercado financeiro específico, o mercado futuro, ou seja, um local no qual são negociados contratos que firmam a intenção de venda daqui a cinco ou oito anos.

Isso quer dizer que a volatilidade real é aquela que considera os valores de ativos no futuro, assim realizando uma estimativa sobre a sua cotação. Porém, essa é uma perspectiva que pode ou não se tornar real. Além disso, quando chega a data de vencimento do papel, a volatilidade passa a ser histórica.

Volatilidade implícita

Por fim, para entender o que é volatilidade no mercado financeiro vale explicar a volatilidade implícita que é aquela que considera o valor passado e atual de um ativo, assim estimando um preço futuro. Por isso, esse é um processo que consiste na análise da variação histórica e o preço ao qual o papel está sendo negociado atualmente.

Como aproveitar a volatilidade para fazer bons investimentos?

É comum que os investidores costumam procurar entender o que é volatilidade na Bolsa de Valores, já que esse é um mercado em que essa oscilação de preços está mais presente.

Afinal, ao entender o grau de volatilidade de um ativo, é possível estipular comportamentos aprimorando as estratégias de operação na B3. Além de poder dar certa previsibilidade à negociação, o investidor também consegue aproveitar essas oscilações e obter lucros maiores.

Conte com a Nova Futura para conhecer mais sobre o mercado de ativos

Aprender o que é volatilidade é um dos primeiros passos para entender como operar na Bolsa de Valores. Por isso, se estiver em busca de mais conhecimento, acesse o nosso canal no YouTube e confira o nosso conteúdo sobre as operações de volatilidade.

Conteúdo Relacionado

Pronto para começar?

Abra sua conta